Dicas Legais por E-mail!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

10 erros imperdoáveis na hora de tingir os cabelos

1. Não fazer o teste do toque


Siga a cartilha e tenha certeza de que não se trata de balela. O teste do toque é uma atitude responsável, que traz confiança na hora H. Em casa ou no salão de beleza, primeiro é preciso certificar que você não tem alergia ao produto. Apesar dos avanços tecnológicos e de soluções químicas cada vez menos agressivas, a sua saúde deve estar sempre em primeiro lugar.

O teste é bem simples e não vai tomar muito de seu tempo, pelo contrário -ele pode e certamente evitará problemas indesejáveis. Apenas aplique uma pequena quantidade no antebraço e espere alguns minutinhos. Observe como sua pele irá reagir. Sinal verde? Vá em frente e siga tintim por tintim as instruções.


2. Bolso vazio

Sem dinheiro? Apertada? Assuma de vez que está sem grana e procure o caminho mais curto para manter um visual legal sem passar vergonha. Não há nada mais desagradável do que ficar com os fios bem crescidos e marcados pela falta de dinheiro. Se manter os cabelos belos e coloridos no salão está acima do seu orçamento, opte por soluções mais em conta, como tonalizantes, ou retome a cor natural dos seus fios, colocando um ponto final nos retoques.

Para o hairstylist Heleno Corrêa, proprietário da rede Heleno¿s Beauty Style (RJ), um dos segredos é utilizar produtos de boa qualidade. "Sempre falo para minhas clientes que a tintura ficará ainda melhor se a manutenção em casa for feita com produtos específicos. Isso fará com que o próximo trabalho tenha um resultado excelente", garante.



3. Falta de opinião

Ter estilo é tudo. Na busca incessante pela singularidade e principalmente na contramão da globalização, as tendências de coloração devem literalmente fazer a sua cabeça e conquistar você de corpo e alma.

Nada mais atraente e chamativo do que ter o corte e o tom certos, ideais com seu estilo de vida. Neste universo incluem-se as roupas que estão no seu armário, os sapatos, a maquiagem, a profissão e tudo o que você consiga colocar no baú que resuma o seu eu.

Brincar de faz-de-conta é perigo na certa. A cor dos fios de uma famosa atriz ou uma deslumbrante modelo pode não corresponder às suas e - exclusivas - características. Busque ser você mesma e não dê uma de maria-vai-com-as-outras.



4. Radicalizar total

Se existe uma opinião unânime entre os consagrados cabeleireiros, é sobre a mudança radical de visual. "Não me reconhecer no espelho foi a pior coisa do mundo", garante a artista plástica Dayse Gonçalvez, que experimentou a amarga impulsividade do momento. Então, pense e reflita.

Mas se a decisão final for mesmo radicalizar, siga em frente. Nos grandes salões pode-se usar e abusar de um programa de computador que deixa você loiríssima, ruiva ou com as madeixas bem escuras. Arrisque na tela e decida com segurança na vida real.



5. Brancos coloridos

Mesmo com bons cosméticos, o amarelado pode ser inevitável. Danilo Carvalho, diretor técnico e colorista do Alfaparf, sugere o uso de um kit de produtos específicos para camuflá-los e mantê-los acinzentados, já que os brancos sofrem uma tendência natural, quando expostos a certas tinturas, em mudar de tom. Apesar de ser uma característica individual, podendo ter ou não relação com a velhice, os fios brancos ocorrem devido ao esgotamento da função da melanina.



6. Começar pela raiz

As tinturas e os tonalizantes nas prateleiras de supermercados e farmácias levaram o salão de beleza para dentro de casa. Mas a falta de habilidade e orientação pode deixar os fios manchados e coloridos por desigual. Ao contrário do que a maioria das mulheres faz, o ideal é iniciar a pintura pelos fios perto da nuca. Por se tratar da região mais fria, o efeito demora para agir. Dessa forma, a raiz tem que ser a última a receber o produto.



7. Descuido

A palavra é proteção. Tenha sempre em mãos um protetor solar e garanta vida longa à tintura. "Xampus, hidratantes e máscaras com ceramidas, vitamina E e pró-vitamina B5 também ajudam a manter a cor por mais tempo", sugere Heleno. A dica também vale aos nadadores, pois o cloro em contato com a tintura deixa os fios loiros, esverdeados, e os escuros, avermelhados.



8. Loiro desgraça

De fato, a parafina, a água oxigenada e o limão, quando expostos ao sol, clareiam os fios, mas o saldo é pavoroso. "Produtos que não são feitos e elaborados para cabelos podem trazer efeitos terríveis, desde uma queda acentuada até o comprometimento total do folículo. O limão, por exemplo, tem um ph muito ácido que também resseca as madeixas", ressalta Heleno. Para conseguir um visual natural, recomenda-se a técnica californiana. Sem marcação na raiz, proporciona um look bem natural.



9. Pintar e alisar

Pintar a madeixa e, logo em seguida, relaxar ou alisar os fios é um verdadeiro crime. "Jamais indico este procedimento, pois sempre haverá um desbotamento durante o processo de neutralização. O correto é fazer ao contrário: alisar e depois colorir", garante Danilo.

Além disso, é aconselhável que a fórmula dos dois produtos seja compatível, e que se respeite o tempo de pausa de acordo com a exigência do produto aplicado.



10. Querer não é poder

Como é possível saber se a cor vai ficar igual à da embalagem da tintura? Para Danilo Carvalho, é muito raro que um cabelo fique exatamente igual ao de uma foto. "Garanto a aproximação da cor. Para tanto, é fundamental procurar um bom cabeleireiro para avaliar a tonalidade certa dos fios naturais e indicar a tintura e o oxidante corretos", comenta. Caso arrisque em casa, não deixe de ficar atenta e conferir a tabela de tonalidades que vem nas embalagens de tintura.
 
 
Fonte: Site Terra
Feed
Assine nosso Feed ou receba os artigos por email

Leia Também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta no Facebook

Número de visitantes

Seguidores

  ©Dicas Legais - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo